Bem estar

Corrimento vaginal anormal, métodos de tratamento

corrimento anormal

Antes de ter a possibilidade de identificar se o corrimento vaginal está sendo normal, ou se há alguma normalidade presente nele, precisamos conhecer sobre o que é corrimento vaginal e quais são seus padrões de “normalidades” e suas causas especificas.

Bom todas as mulheres, normalmente, podem apresentar uma substancia liquida ou viscosa que são expelidas da vagina, eles normalmente são mais claros e o odor não é tão forte, para começar a desconfiar de algum problema nesse assunto, precisa analisar o corrimento em si, quando possuem odores muito fortes, facilmente de serem sentidos, quanto mais for escura a cor e maior o volume significa que você deve ficar atenta.

O volume do corrimento pode aumentar, a depender de algumas circunstancias como as que antecedem o período menstrual, como quando esse ciclo termina, na gravidez e antes da primeira menstruação, pode ocorrer esse aumento também, já na menopausa esse volume pode ser reduzido, nesses casos devemos analisar a cor e o odor.

O corrimento é expelido pela vagina (órgão interno) até chegar a vulva (parte externa do órgão), e tem origem a partir do colo do útero, por isso as alterações nele pode siginicar alguns tipos de doenças mais sérias nessa região, como o câncer, o HPV, entre outras.

O corrimento vaginal normal, é denominado de corrimento vaginal fisiológico que é produzido através da junção de células mortas da vagina, com as bactérias naturais, e com a secreção de muco, que estão presentes na vagina, ao se combinarem produzem o corrimento fisiológico.

Esse corrimento não está presente nessa região atoa, nem é produzido inutilmente, pelo contrário, ele possui algumas funções como a de deixar a região mais úmida e lubrificada, além de poder fazer a manutenção da  limpeza vaginal natural, o que pode dificultar o aparecimento de algumas infecções, que podem atingir essas regiões.

Tipos e cores de corrimentos

  • Corrimento fisiológico

Além de todas as funções que mostramos acima, o corrimento também é responsável por nos fornece informações sobre períodos férteis, sendo assim, os corrimentos, brancos, amarelados, que normalmente são mais cremosos, e o transparente com a aparência de clara de ovo, são os considerados normais.

Quando mais cremoso e quebradiço, significa que você está no período infértil, já o que se assemelha a clara de ovo, pode ter uma característica elástica, que ao ser manuseado se estica e não se rompe, esse é o período fértil, o corrimento com esse apesto permite que o espermatozoide consiga chegar as trompas com mais facilidade, ou seja ajuda a promover a gravidez.

Se o seu corrimento está enquadrado nesses três aspectos, está tudo bem com sua saúde ginecológica, não tenho muito com o que se preocupar.

  • Corrimento anormal

Já os que possuem uma coloração mais escura, com odores mais fortes podem significar outras causas, além de fisiológica natural, confira aqui de acordo com os aspectos o que pode ser cada tipo de corrimento.

O marrom escuro: Pode ser ocasionado em mulheres com ciclos menstruais muito irregulares, assim como pode ser ocasionado pelo o fim da menstruação, quando frequente pode ser por causa de câncer cervical e problemas no endométrio.

Já o de cor amarelada forte semelhando ao pus: Pode facilmente ser um indicativo para doenças como a gonorreia, que podem causar sangramentos e dores presentes no momento da urina.

O de esverdeado ou até mesmo cinza: Se tiver um aspecto meio bolhoso e com mau cheiro pode ser causado pela tricomoníase, e apresentar também dores no momento das relações sexuais.

O corrimento de coloração rosa: é muito comum ocorrer em circunstâncias do pós-parto, onde ocorre a eliminação de substancias presente no útero.

Corrimento de coloração leitosa: quando possui o aspecto talhado pode indicar infecção vaginal como a candidíase.

Já o cinza com odor de peixe podre: pode ser influenciado por um quadro de vaginose bacteriana.

Métodos de tratamento

  • Visitar a um ginecologista: deve ser seu passo principal assim que identificar alguma alteração.
  • Fazer banho de assento com chá de goiabeira
  • Fazer consumo de iogurtes
  • Chicória
  • Couve
  • Limão
  • Chá de romã para ingerir e para banho de assento
  • A depender da situação será necessário a utilização de antifúngicos ou de antibióticos regularmente até a normalização do problema

Leave a Response